Notícias

Solidariedade: uma das maiores armas para o combate ao coronavírus

Uma enxurrada de gestos de carinho transborda no coração de pessoas, que em meio à crise prefere exercer no seu dia-a-dia a compaixão

30/03/2020 - 09:00

 

Ficar em casa de quarentena não é uma programação que o mundo esperava está passando nesse momento, mas segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS – é necessária para evitar a rápida disseminação do coronavírus – Covid-19. No entanto, entre os vários problemas e consequências provados pelo vírus ao redor do mundo, o momento também desperta nas pessoas o que há de mais humano: a solidariedade. Palavras positivas, um gesto solidário, entre tantos outros exemplos de atitudes que aliviam um pouco mais a angústia, a preocupação, e colore a nossa vida que tem passado por dias cinza e nublados.

 

 

Uma enxurrada de gestos de carinho transborda no coração de pessoas que em meio à crise, exerce no seu dia-a-dia a sua compaixão. Os especialistas explicam que alguns dos princípios que orientam a nossa vida é a empatia  – ato de se colocar no lugar do outro -, sobretudo quando praticada em momentos difíceis.

 

 

No Brasil, há várias correntes solidárias que estão sendo multiplicadas. Atitudes que perpetuam nas redes sociais, na nossa própria casa e se espalham pela vizinhança, a exemplo de escrever uma simples mensagem no elevador ou escadas do prédio, colocando-se à disposição para ajudar moradores e idosos que estão no grupo de risco do Covid-19, com compras em supermercado, farmácia, entre outros serviços indispensáveis do dia-a-dia.

 

 

“Só tem um jeito de cuidar da gente, que é cuidando do outro, especialmente aqueles que estão mais vulneráveis”. Depoimento assim pode ser encontrado em várias páginas que promovem essa corrente solidária nas redes sociais.O que estamos vivendo é um projeto de recuperação do nosso lado mais humano. Todos estão sendo afetados pela pandemia do coronavírus e não existe diferença entre ricos e pobres; talvez seja essa uma lição importante que essa pandemia pode deixar para a humanidade.

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas