Notícias

Sem Medo de Prevenir

Dr. Augusto Cândido fala sobre o câncer colorretal

04/11/2016 - 09:30

dsc_0015O câncer colorretal (CCR), que acomete o cólon e o reto, está entre os maiores incidentes no Brasil e no mundo. Se encontra hoje como o segundo mais frequente nas mulheres (após câncer de mama) e o terceiro nos homens (após câncer de próstata e de pulmão). A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) para 2016 é de 34.280 casos em nosso país, sendo 16.660 em homens e 17.620 nas mulheres. Esta doença está associada a hábitos de vida inadequados, como pouca ingestão de frutas, legumes, vegetais, elevado consumo de carnes vermelhas, superior a 90 gramas por dia, e de carnes processadas. A obesidade e o sedentarismo são fatores de risco. Deve-se ter pouca ingestão de bebidas alcoólicas e não fumar. O CCR é tratável e pode ser curado em mais de 50% das vezes. A detecção precoce está associada a maiores chances de cura.

Pessoas com sangue nas fezes, dores ou desconforto abdominais, alteração do hábito intestinal, perda de peso ou anemia, devem fazer colonoscopia ou algum outro exame de diagnóstico. Após os 50 anos, com ou sem queixas, toda a população masculina e feminina deve realizar colonoscopia, é a prevenção recomendada pela idade. A maior parte dos CCR são precedidos de pólipos e estes existem em 20% dos pacientes acima da quinta década de vida. Na maioria das vezes, os pólipos são assintomáticos, sendo identificados e retirados durante a colonoscopia.

Essa e mais reportagens vocá encontra na nossa 18ª edição.

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas