Notícias

SANTO ANTÔNIO CASAMENTEIRO?

O famoso Santo Casamenteiro é um dos mais populares do Brasil, mas você conhece a história dele?

Marcelo Saback - 13/06/2017

Santo Antônio é, sem dúvidas, um dos santos mais populares do Brasil. A imagem do Frei Franciscano, carequinha, descalço e com o Menino Jesus no colo está em muitas casas e altares por todo o país. Ele é famoso por atender aos pedidos de casamento feitos por mulheres e homens – especialmente no dia de hoje, 13 de junho, dia da morte do Santo.
Mas você sabia que, antes de ser Antônio, o Santo nasceu Fernando? Ele nasceu e foi batizado na cidade de Lisboa, em Portugal, em 15 de agosto de algum ano entre 1191 e 1195. Até hoje quem vai à capital portuguesa pode visitar o local de nascimento do menino Fernando, onde hoje existe uma igreja com o nome do Santo.
Ele foi contemporâneo de Francisco, fundador da ordem dos Franciscanos e também um santo muito popular. Antônio morreu em Pádua, na Itália, em 1231, e por isso é conhecido tanto como Santo Antônio de Lisboa quanto como Santo Antônio de Pádua – os dois são a mesma pessoa.
Tão famoso, Santo Antônio é considerado padroeiro de muita gente: amputados, animais, estéreis, idosos, pescadores, grávidas, barqueiros e marinheiros, pobres e oprimidos, viajantes, pescadores, agricultores… mas no Brasil, claro, a maior fama que ele tem é de casamenteiro.


Algumas lendas populares dizem que o popular santo certa vez ajudou uma moça que queria se casar, mas não tinha dote. Ela foi orientada a ter muita fé e, em poucos instantes, moedas de ouro surgiram diante dela. Como toda crendice popular tem inúmeras versões diferentes, fica difícil saber ao certo qual é de fato a relação do santo com o casamento. Outra história muito popular que tenta ilustrar o assunto é a da moça devota que, cansada de esperar anos por um marido, se irritou com a imagem do santo e a arremessou pela janela. A imagem, por sua vez, atingiu a cabeça de um rapaz que estava de passagem, e a moça revoltada foi pedir desculpas ao moço. Os dois, naturalmente, apaixonaram-se e casaram-se.
Bom, para quem tem fé, uma simpatia dedicada a Santo Antônio não faz mal nenhum.

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas