Notícias

Saiba mais sobre a Terapia Ocupacional em contexto hospitalar

17/01/2019 - 08:00

O Terapeuta Ocupacional tem como objeto de estudo o Fazer Humano, sendo o profissional responsável pela prevenção, tratamento e reabilitação da pessoa que apresenta alterações motoras, cognitivas, afetivas, perceptivas e psicomotoras, oriundas de distúrbios genéticos, doenças adquiridas ou traumáticas, promovendo qualidade de vida às pessoas que estejam diante de uma provável incapacidade que ameace a sua autonomia e a sua funcionalidade.

 

 

 

 

A intervenção se dá em todas as etapas da vida em que exista risco ou efetivo comprometimento na execução das Atividades da Vida Diária (AVD). No Contexto Hospitalar, o Terapeuta Ocupacional atende pessoas que apresentam perdas ou alterações na sua autonomia, na participação social, e no exercício adequado de papéis ocupacionais decorrentes do processo de adoecimento. Por meio do engajamento nas ocupações humanas, o profissional reestrutura o cotidiano e o desempenho ocupacional satisfatório, além de prestar as devidas orientações aos familiares e acompanhantes, personagens fundamentais para o sucesso de todo o tratamento.

 

 

 

Entre as atribuições do Terapeuta Ocupacional no Contexto estão:

 

  • Executar métodos e técnicas terapêutico-ocupacionais para restaurar, desenvolver e conservar a funcionalidade em todas as áreas de ocupação;
  • Orientar pacientes, familiares, cuidadores e responsáveis;
  • Desenvolver e organizar programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida;
  • Prescrever e confeccionar Tecnologias Assistivas (Órtese, adaptação e adequação postural);
  • Promover o treino de AVD (Atividade da Vida Diária);
  • Intervir em Cuidados Paliativos;
  • Prescrever Meios Auxiliares de Locomoção.

 

 

 

 

Dra. Glicia Miranda da Silveira Terapeuta Ocupacional Crefito 7 nº 635-TO
Especialista em : Conceito Neuroevolutivo – Conceito Bobath;
Saúde da Família;
Saúde Coletiva;
Regulação em Saúde;
gliciasilveira@uol.com.br

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas