Notícias

Paixão de Cristo o maior teatro a céu aberto do mundo

A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é considerada um dos maiores eventos religiosos do Brasil

29/03/2018

A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é considerada um dos maiores eventos religiosos do Brasil. Todos os anos, durante a tradicional Semana Santa, que marca a morte e a ressurreição de Cristo, milhares de turistas acompanham o espetáculo.

 

 

O evento iniciou sua apresentação dia 24 e permanecerá até o dia 31 de março, no Teatro de Nova Jerusalém, no Brejo da Madre de Deus (PE).

 

Foto Divulgação

 

 

Neste ano, na encenação está o pernambucano Renato Góes como Jesus, Fabiana Pirro (Maria), Rita Guedes (Madalena), Kadu Moliterno (Pilatos), Victor Fasano (Herodes), Tonico Pereira (Anás), Ricardo Mourão (Caifás), Nicole Bahls (Herodíades) e José Barbosa (Judas).

 

 

O teatro Nova Jerusalém foi idealizado pelo gaúcho Plinio Pacheco. São 12 palcos entre os quais a plateia é distribuída e assiste ao espetáculo como se estivesse dentro da cena. A cada ato os atores e a plateia mudam de cenário em uma quase peregrinação, o que dá ainda mais realidade à encenação.

 

 

 

 

O teatro cidade – História:

 

A ideia de construir um teatro que fosse como que uma pequena réplica da cidade de Jerusalém para que nela ocorressem as encenações da Paixão foi de Plínio Pacheco que chegou a Fazenda Nova em 1956. Mas o plano só veio a se concretizar em 1968, quando foi realizado o primeiro espetáculo na cidade teatro de Nova Jerusalém. Desde então, já são 45 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, atraindo espectadores de todo o Brasil e do mundo. O maior teatro ao ar livre do mundo é uma cidade teatro com 100 mil metros quadrados, o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. É cercada por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. No seu interior, nove palcos-plateias reproduzem cenários naturais, arruados e palácios além do Templo de Jerusalém, constituindo obras monumentais, concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo gênio do seu fundador Plínio Pacheco.

(Fonte www.novajerusalem.com.br)

 

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas