Notícias

Fadas dos dentes: dentistas revelam a importância do acompanhamento especializado desde a infância

"... o grande objetivo é prevenir, educar e entregar essa dentição livre de doenças como a cárie”

01/08/2018

Mestre em Odontopediatria e com quase duas décadas de experiência na área, Milena Carvalho explica que a Odontopediatria é a base da saúde bucal: “É onde as melhores e mais firmes sementes são plantadas”. Ela diz que, em tempos de extrema preocupação com padrões estéticos e busca incessante pela beleza, as pessoas se esquecem da importância do trabalho preventivo e de conscientização.

 

 

“Essa linda especialidade começa onde nascem os pais, os que geram a nova vida, os que adotam, os que estão dispostos a enfrentar o grande desafio da criação, da educação com valores que são colhidos com a vida adulta. A especialidade abrange desde a gestante até os 21 anos, quando se completa a dentição adulta, e, dentro desse universo, o grande objetivo é prevenir, educar e entregar essa dentição livre de doenças como a cárie”, revela a especialista.

 

 

Segundo um levantamento feito pela Associação Brasileira de Odontologia, mais da metade dos brasileiros não vão ao dentista regularmente. A ida ao odontologista pode ser prazerosa, a forma como as crianças serão atendidas refletirá em um adulto responsável pela sua saúde bucal. O mundo da criança é lúdico e encantador. Não é à toa que existe a lenda da Fada do Dente. Dedicar-se a esse público envolve doação. Milena mergulhou fundo nesse universo, para conseguir estabelecer um vínculo afetivo e de confiança com seus pacientes.

 

Tratamentos que transformam vidas

 

A Odontopediatria, como foi dito acima, refere-se aos cuidados da saúde bucal logo nos primeiros anos de vida da criança. Já a Ortodontia é especialidade odontológica cujo objetivo é prevenir e corrigir a anormalidade no alinhamento dos dentes. As duas especialidades se complementam no processo de cuidado com os dentes do público infantil.

 

 

Patrícia Maria Coelho, especialista em Ortodontia desenvolve um trabalho que releva a importância do acompanhamento ortodôntico nessa fase especial da vida. De acordo com ela, o conhecimento que possui na área da Odontopediatria faz com que seu atendimento seja mais humanizado com as crianças. “Ser apenas um ortodontista que atende crianças é diferente de um ortodontista que conhece as fases emocionais e se envolve no universo lúdico deles para as coisas acontecerem. Eu costumo falar que para atender criança não é só falar no diminutivo e achar que todas elas são iguais, porque não são”, comenta.

 

 

A ortodontista destaca que é necessário um acompanhamento das arcadas dentárias individuais a cada fase da criança. “Às vezes, no contexto da prevenção, é necessária uma primeira intervenção ortodôntica já na primeira dentição ou na dentição mista, para resolver ou minimizar um determinado problema”, explica Patrícia. Segundo ela, o tratamento precoce pode ser a garantia de um sorriso perfeito na fase adulta. “Este vínculo é tão maravilhoso que faz com que tratemos de famílias (filhos, pais, tios, primos). Tem muitas famílias conquistenses com belos sorrisos que passaram pelas minhas mãos”, revela a ortodontista, demonstrando paixão pelo que faz. Além dessa atuação cuidadosa com as crianças, ela trabalha com aparelho ortodôntico convencional, aparelhos estéticos, ortodontia lingual, alinhadores, tratamentos voltados para o público em qualquer fase da vida.

 

Uma parceria de sucesso

 

Mulheres e dentistas. Patrícia Maria Coelho e Milena Tavares de Carvalho têm muita coisa em comum: são mães e profissionais da Odontologia com habilidades específicas para realizar o acompanhamento adequado e completo da saúde bucal de crianças e adolescentes. Além do conhecimento adquirido ao longo de anos de estudo e especialização, elas levaram para o consultório a sensibilidade que só quem entende o universo infantil pode ter.

 

 

Patrícia e Milena são professoras da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor). Patrícia é especialista em Ortodontia, Mestre em Radiologia, mas em casa é simplesmente a mãe de Laura e João. Contabilizando 25 anos de formada e 18 dedicados à Odontopediatria, Milena também é mãe de dois filhos: Loy, com 21 anos, aluno do curso de Medicina da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), e Liz, com 11 anos. Natural de Vitória da Conquista, passou 16 anos fora, dentre eles um ano em Paris. Ao voltar, fez o curso de especialização, pelo qual ficou apaixonada.

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.