Notícias

ESPETÁCULO DA NATUREZA: uma orquídea com 130 flores, transforma a casa simples de uma senhorinha de 91 anos em um castelo

A beleza pode ser vista no quintal de Dona Maria em Vitória da Conquista

15/01/2019 - 08:00

Muito se admira e pouco se sabe sobre as orquídeas, além do que trata-se de uma família de plantas enorme, cheia de mistérios e informações. Muitas curiosidades circundam este universo. São centenas de espécies escondidas nas florestas. Além dos admiradores leigos, existem osapaixonados, os orquidófilos, pessoas especializadas no cultivo de orquídeas, tanto profissionalmente, como produtor e fornecedor de plantas para floristas, quanto apenas como um passatempo. Eles também são os responsáveis por descobrirem novas espécies os criadores de orquídeas desenvolvem cerca de 150 mil flores híbridas todo ano.

Segundo o orquidófilo e dentista, Raimundo Reys, “graças à ciência, aos avanços tecnológicos as orquídeas se tornaram financeiramente acessíveis no mundo todo. Antes, chegavam a ter preços mais exclusivos; existem as mais populares e na Europa, elas estão entre as mais vendidas”. Diferente das rosas, por exemplo, é difícil desidratar (ou secar) as flores de orquídeas! Elas exigem um processo mais lento, e geralmente perdem a cor original.

As orquídeas sempre tiveram uma aura de sensualidade. O nome Orquídea vem do grego “órkhis”, que significa testículo, e “eidos”, que significa formato. Isso porque a primeira orquídea descoberta por eles foi a do gênero “Orchis”, que produz dois tubérculos. Mesmo que as outras não façam isso, continuam
sendo referidas pela “sensualidade”.  A maioria das flores de orquídeas não são comestíveis porque possuem alcaloides extremamente amargos para o nosso paladar. Mas existem algumas plantas que são usadas para decorar pratos… e também não podemos esquecer da Vanilla, uma espécie de orquídea que resultou em um dos mais famosos aromatizantes, a baunilha!

Diversas orquídeas tem formatos de insetos como forma de serem polinizadas: elas atraem as mariposas (ou outros insetos em caso de espécies diferentes), que acreditam estar acasalando, e acabam promovendo a polinização. É o caso darelação entre a orquídea abelha e o inseto que lhe deu nome! Na natureza, a extinção de insetos pode levar à extinção das orquídeas. Nenhum outro animal é
capaz de promover a polinização.

 

Já imaginaram uma única orquídea com 130 flores. Pois esta beleza existe e bem
pertinho de nós.

 

 

E dentro desse cenário instigante e descobrimos em Vitória da Conquista, uma orquídea com 130 flores. Isso mesmo! Dona Maria Murta, de 91 anos, uma senhorinha bem simples, mas de uma sensibilidade gigante, cultiva em sua humilde casa, em seu modesto jardim, um orquídea enroscada no tronco de uma árvore. Curiosa, e espantada, este ano, ela se surpreendeu com um fenômeno e com a exuberância da natureza. Vislumbrada e orgulhosa de sua cria, quis dividir o
espetáculo com os amigos e convidou o Diácono Zezinho para testemunhar tamanha faceta. O convidado imaginou que seria uma visita sacerdotal, de rotina, diz que jamais pensou que encontraria tamanha paisagem. “Ela havia me ligado para eu passar na casa dela, pois queria me mostrar algo. Chegando lá além da alegria de rever esta querida senhora, muito amiga de minha falecida mãe, me foi apresentado uma orquídea com cerca de 130 flores”, disse emocionado o amigo.

 

 

Segundo ele, a orquídea, além de ter brotado essa quantidade de flores, tem uma coloração de um lilás forte, encorpado e mais, exala um perfume incrível, jamais visto ou sentido, nem mesmo nos frascos das mais famosas grifes de perfume francês. “Aí na hora de ir embora ela me disse: Queria que a TV e a rádio viesse aqui mostrar e falar da minha orquídea”.
Movido pela emoção do milagre da natureza e por atender o desejo tão singelo, sincero e poético de D. Maria, o diácono procurou a nossa assessoria para ajudar a realizar este desejo. Além disso, poder dividir essa paisagem com mais pessoas.

Dona Maria Murta mora na Urbis, uma casa simples, sem qualquer reforma. Mas o fato desta casa abrigar
uma pessoa de coração tão grande e uma orquídea com essa peculiaridade, torna a casa de D. Maria um
verdadeiro castelo.

 

 

Release gerado pela Assessoria de Comunicação da Rossane
Comunicação e Cultura – 77 – 3421- 4881
atendimentorossane@gmail.com

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.

Mais Lidas