Notícias

#Dicadecor: veja como decorar o quarto do seu bebê

Dicas infalíveis de cores, mobília e objetos.

19/03/2019 - 08:00

 

 

A decoração é um item extremamente importante em toda casa, porque é capaz de expressar os sentimentos e projeções dos moradores em seus ambientes. Tratando-se do quarto de um bebê, as expectativas são ainda maiores, afinal o ser tão esperado merece um cantinho especial.

Normalmente, os pais têm muitas dúvidas em relação à escolha do tema, da paleta de cores e principalmente da mobília. Por isso, elaboramos algumas dicas de decoração infantil, que te deixará mais seguro na execução dessa missão maravilhosa.

 

Faça um quarto divertido!

 

 

 

 

Para uma maior descontração do ambiente, recorra a revestimentos com temas divertidos e dinâmicos. Uma outra dica é apostar em objetos que interajam com a criança conforme a sua faixa etária. O mobiliário motessoriano está entre o mais requisitado, dado a sua funcionalidade e sofisticação. Os objetos que seguem a metodologia montessoriana, sejam camas, tapetes ou brinquedos, são bem interessantes, pois estimulam as habilidades sociais, psicológicas e físicas dos bebês e das crianças.

 

 

 

 

Adapte espaços flexíveis para seu filho

 

 

Seguindo a dica anterior, produza espaços que sejam flexíveis a mudanças conforme o crescimento do seu filho. Naturalmente, ele revelará seus gostos e personalidade, e se, você não quer refazer a decoração constantemente, o ideal é apostar em um design adaptável.  Pode ser uma parede com painel onde ele possa riscar quando estiver maior, um tapete com jogos, uma estante para colecionar os brinquedos favoritos e por aí vai. Abuse da sua imaginação!

 

 

Invista em cores corretas nas paredes e iluminação

 

 

A psicologia das cores prova que elas são capazes de influenciar o comportamento humano de modos diferentes. O Laranja é uma cor estimulante, portanto deve ser usado com moderação, visto que as crianças não precisam de doses altas de estimulação.

 

 

Já o amarelo, é considerado uma cor energética, traz muita alegria ao ambiente.

 

 

O Rosa remete a empatia, é uma cor bem sentimental, então o ideal é usá-la na proporção correta para o espaço não ficar tão melancólico.

 

 

O azul é uma cor perfeita para crianças mais agitadas, dado que diminui a ansiedade e a agressividade, caso você não use nas paredes existe a possibilidade de aplicá-lo na iluminação.

 

 

O verde é lido como educativo, ótimo para essa fase de aprendizagem constante e intensa do bebê.

 

 

 

 

Por último, temos o cinza, ele sozinho é considerado extremamente melancólico, mas associado a outras cores pode dar um visual bem interessante. Inclusive, você pode mixar o cinza com o amarelo ou laranja, pois além de equilibrar o ambiente, essa mistura deixa a decoração moderna e descolada.

 

 

E aí, curtiram as dicas? Agora, você já pode recorrer a seu arquiteto ou designer de interiores com uma ideia mais clara do espaço almejado para o seu pimpolhinho (a).

Comentários

Os comentários aqui descritos não respresentam opnião da Revista Personnalité e é de inteira responsabilidade do usuário.